Cuidados que a gestante deve tomar com sua saúde bucal

0 Flares Facebook 0 Email -- 0 Flares ×

Muita gente sequer se dá conta, mas entre os tantos cuidados que a gestação exige, a saúde bucal é um deles. E não somente para a manutenção da saúde da futura mamãe, mas por uma série de outros motivos. Já falamos, aqui, sobre os diversos problemas de saúde que podem acometer quem não está com a higiene bucal em dia, mas vamos aproveitar o assunto para verificar, agora, os cuidados que as grávidas devem tomar com a sua saúde bucal. Confira!

Por que cuidar da saúde bucal durante a gestação?

A resposta mais objetiva e prática é: porque a saúde em dia contribui a diminuir as chances de transmitir algum tipo de microrganismos para a criança. Mas isso não é tudo. Você sabia que as cáries são transmissíveis? E que, se não forem devidamente tratadas, podem ser responsáveis pelo surgimento precoce delas na boca da criança? Há, ainda, a facilidade com que alguns problemas bucais incomodem as futuras mamães.

Como o que foi registrado em um levantamento da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo, no qual 49,4% de 2 mil gestantes apresentaram um tipo de problema bucal, como cárie ou gengivite. No entanto, esses problemas relatados são comuns, até, e facilmente contornados com uma boa dieta específica para a gestante e a correta higienização dos dentes.

Mas a prevenção é o melhor caminho para uma gravidez tranquila e segura, Principalmente porque, dependendo do grau de inflamação das gengivas, é possível até mesmo a indução ao parto prematuro.

Quando ir ao dentista durante a gestação?

Especialistas tendem a afirmar que o atendimento ortodôntico não deve ser restrito, durante a gravidez, mas alertam que existe um período mais indicado para as visitas, que é o segundo trimestre. O motivo para isso é que, durante o primeiro trimestre, ocorre a formação do corpinho do bebê, tornando-o mais suscetível aos medicamentos que a mãe ingere. Além disso, outros cuidados devem ser tomados, como:

  • Evite as radiografias e, de preferência, faça-as somente a partir do segundo trimestre;
  • Anestesia pode ser aplicada, desde que o profissional seja informado com antecedência, para que possa aplicar uma substância anestésica que não contenha vasoconstritores;
  • Critérios muito direcionados à saúde dos bebês ao recitar qualquer tipo de remédio.

Por isso, vale a visita ao dentista, mas vale, também, seguir à risca as recomendações e cuidados para proteger o bebê e sua mamãe.

Os mitos relacionados a gravidez

Os mitos são os grandes responsáveis por atiçar o medo nas mulheres grávidas. Por isso, vamos desmistificar alguns deles, a seguir.

A gestante perde o cálcio durante a gravidez

Nada além de mito, pois todo o cálcio que o bebê necessita, em sua formação, provém da alimentação da mãe, e não do seu próprio cálcio.

Cárie e perda de dentes acompanham a gestação

Falamos sobre o assunto, acima, mas vale o reforço: uma alimentação desregulada e a falta de higienização bucal são responsáveis pelas cáries e ocasionais perda dos dentes. Recomendamos uma dieta que faça bem aos dentes e que nutra o bebê com eficiência.

A gestante não pode ir ao dentista

Também tratamos sobre o assunto. As visitas não são apenas recomendadas, são cruciais! Inclusive, se for uma gestação programada, convém a avaliação antecipada com o dentista de sua confiança. A gestação é um delicioso período de formação da família, mas deve vir acompanhada de muitos cuidados — com a saúde bucal, inclusive.

E, não se esqueça: a higienização bucal infantil é muito importante também. E vale a pena ficar de olho nos cuidados que toda criança deve tomar desde o berço.

Fonte: Invisalign

0 Flares Facebook 0 Email -- 0 Flares ×

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *