O que é fase do patinho feio?

0 Flares Facebook 0 Email -- 0 Flares ×

Você conhece, ou já ouviu falar da “fase do patinho feio”? Acredite: ainda que você não conheça, é bem provável que você tenha passado por ela… É que o crescimento e desenvolvimento humano é assim, cheio de fases: desde o desenvolvimento motor, de fala, de habilidades sociais, leitura, comportamentos… Da infância, adolescência, fase adulta à velhice, muitas são as mudanças em um organismo.

Com a dentição não é diferente, e a fase do patinho feio é um período marcado por mudanças.

O que é fase do patinho feio?

A fase do patinho feio nada mais é do que o período em que a boca de um indivíduo apresenta dentição mista. Em outras palavras, é aquela época em que ambos os dentes de leite e permanentes estão presentes na boca. Isso acontece geralmente quando a criança tem entre sete e 12 anos.

A condição da boca durante a fase do patinho feio

Durante esta etapa, é bem comum que o sorriso pareça “bagunçado” e até “feio”, daí o nome da fase. Há espaços múltiplos entre os dentes, os incisivos centrais e laterais encontram-se inclinados e separados, e há várias “janelinhas” por conta das perdas dos dentes de leite. Além disso, os dentes permanentes anteriores são muitos maiores que os dentes de leite, o que pode causar uma impressão de desproporcionalidade.

Essa fase também passa

A fase do patinho feio costuma ser a que mais gera preocupações nos pais, já que realmente, o sorriso da criança não parece ser o dos melhores. Mas vale ressaltar que este é um momento de autocorreção e  muitas vezes, não é necessária  intervenção. Geralmente, os dentes se acertam sozinhos, à medida em que os de leite caem, e os permanentes nascem. Com a erupção dos caninos permanentes (por volta dos 12 anos), os incisivos laterais provavelmente se moverão e os espaços antes presentes serão reduzidos, ou até desaparecerão. Além disso, esta fase está relacionada a um grande crescimento ósseo, que ajudará no assentamento destes dentes permanentes, dando espaço para os mesmos.

Nesse momento,  os dentes começam a parecer mais proporcionais de maneira natural.

No entanto, isso não significa que a criança não deva visitar o dentista nessa fase. Na verdade, as visitas regulares ao consultório odontológico são essenciais para que o profissional examine a criança e entenda se os diastemas (espaço entre os dentes) e/ou o desalinhamento na dentição são naturais desta fase, ou se precisarão de intervenção ortodôntica.

Qual é a melhor hora de levar a criança ao dentista?

A maioria dos pais não leva os filhos ao dentista antes dos dois anos. Na verdade, o ideal é que seja realizada uma consulta pré-natal com o odontopediatra, para que sejam dadas recomendações relativas à boca da criança e da gestante, e para que sejam esclarecidas possíveis dúvidas. Nesta consulta, o profissional passará informações relativas à higiene oral, ao nascimento dos primeiros dentes, ao uso de chupeta, entre outras que serão importantes nos primeiros meses de vida da criança, prevenindo futuros problemas.

Mas se o seu filho já nasceu, a maioria dos dentistas recomenda que a primeira visita seja feita assim que os primeiros dentes irromperem na cavidade oral.

Com as visitas constantes e regulares, a criança vai ter uma melhor relação com a higiene bucal, e é menos provável de desenvolver o “medo de dentista”, já que ela já estará familiarizada com o ambiente do consultório e com o odontopediatra.

E se você ainda não se convenceu que a visita ao dentista é essencial, vale lembrar que mesmo que você não os veja, os dentes permanentes de uma criança estão se desenvolvendo embaixo dos dentes de leite e merecem uma atenção especial do profissional . Aliás, já explicamos porquê de levar o seu filho ao odontopediatra outras vezes aqui no blog apontando alguns outros motivos. Vale a leitura do post.

E agora que você sabe o que é a fase do patinho feio, que tal agendar uma consulta? Entre em contato com a gente e garanta que o seu filho tenha um sorriso bonito e saudável!

0 Flares Facebook 0 Email -- 0 Flares ×

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *