Toxina Botulínica na odontologia: 10 coisas que você precisa saber

0 Flares Facebook 0 Email -- 0 Flares ×

A toxina botulínica possui vários nomes comerciais os mais conhecidos são: Xeomin® e Botox® o mais famoso deles das pessoas que querem driblar a flacidez e rugas que são sinais da idade. Contudo o seu uso não se limita somente ao uso estético, essas substâncias dentre inúmeros outros usos pode ser usada para resolver ou atenuar problemas bucais. Apesar de ter uma conservação complicada a sua manipulação e uso são muito fáceis e seguros. Cada vez mais os dentista estão buscando na toxina a solução para os problemas do seu pacientes.

Botox para o Bruxismo

Para o briquismo ou bruxismo, a toxina vem ajudando os pacientes que sofrem por apertar ou ranger os dentes durante o dia ou a noite. A toxina é injetada nos dois lados no músculo masséter, principal músculo da mastigação e diminuir a sua potência e o estímulo para o bruxismo. Vem apresentando resultados surpreendentes mesmo porque é um tratamento bastante novo. Outro uso da toxina é no tratamento das dores orofaciais e problemas e disfunções da articulação têmporo mandibular – ATM.

Botox para o Sorriso Gengival

sorriso-gengival

Para os pacientes que sempre buscam melhorar o sorriso, a toxina pode ajudar ainda mais. Pessoas que mostram demasiadamente a gengiva – sorriso gengival – têm outra opção hoje ao invés da cirurgia. Paralisando o músculo responsável pelo levantamento do lábio superior de ambos os lados, vamos ter uma menor exposição da gengiva. O bloqueio químico não deixa sensação de anestesia ou face paralisada.

A toxina botulínica pode também ser usada nos seguintes casos

outras

1) Diminuir a potência mastigatória em casos de implantes, enquanto se está esperando o tempo de osteointegração;
2) Corrigir sorrisos assimétricos ou tortos;
3) Dores orofaciais de origem muscular;
4) Problemas com bruxismo e ATM;
5) Assimetria de face.

 

10 coisas que você precisa saber sobre a toxina botulínica

Toxina Botulínica

A toxina botulínica é usada para fins terapêuticos e estéticos há vários anos. Muito usado pela dermatologia na correção de rugas de expressão, flacidez, assimetrias faciais e em casos de sudorese excessiva. Botox®, utilizado para fins médicos, é o nome comercial dado à toxina botulínica que é um complexo proteico purificado, de origem biológica, obtido a partir da bactéria Clostridium botulinum que possui um sorotipo reconhecido cientificamente por proporcionar maior duração de efeito terapêutico. A toxina botulínica é uma substância capaz de interferir na contração da musculatura, relaxando os músculos suavizando as linhas de expressão. Por esse motivo também é utilizado na odontologia pra amenizar a dor. Atualmente esta toxina é uma grande aliada dos cirurgiões dentistas em variados tratamentos odontológicos especialmente contra dores crônicas e como solução para tratamentos e cirurgias de correção de sorriso gengival.

1 – Botox e preenchimento são a mesma coisa?

Não, são procedimentos totalmente diferentes com indicações também diferentes. A toxina botulínica atua no relaxamento dos músculos onde é injetado, o preenchimento é responsável por conferir volume, indicado para o tratamento de rugas mais profundas e cicatrizes. Os dois tratamentos podem ser complementares, isso é uma tendência na estética, o uso de técnicas complementares. Não há nenhum tratamento que se compare ao efeito da toxina botulínica, no que diz respeito à disfarçar rugas. Os outros métodos são importantes, estimulam colágeno e a renovação celular, mas eles complementam a ação da toxina e vice-versa. Porém nenhum outro atua no músculo.

2 – O efeito da aplicação é imediato?

O efeito não acontece na hora, ele começa a partir de 48hrs, na maioria das pessoas. Com 7 dias já se tem quase todo o resultado. O efeito pleno acontece por volta do 15º dia, quando o dermatologista normalmente pede para reavaliar.

3 – O efeito é permanente?

Não, o efeito começa a diminuir com, em média, 3 a 4 meses após a aplicação. Após aproximadamente 6 meses a aplicação deve ser repetida.

4 – O efeito fica artificial?

Se aplicado corretamente, por um profissional qualificado que sabe a medida correta, não fica artificial, pelo contrário, o resultado é rejuvenescedor, mantêm a expressão espontânea e bem natural. O mito de que a toxina botulínica deixa o rosto “esticado” surgiu quando muitas pessoas fizeram aplicações mal feitas e obtiveram este tipo de resultado, quando mal aplicado, o produto pode deixar algumas áreas do rosto assimétricas, mas as técnicas utilizadas hoje deixam um excelente resultado.

5 – Deixa a pele flácida? Se parar de aplicar, a pele pode piorar? Após passar o efeito, a ruga fica mais evidente?

A resposta é não para todas as perguntas. A aplicação de toxina botulínica não aumenta flacidez. Se o tratamento for interrompido a pele volta ao que era antes de começar as aplicações, na verdade a tendência é ficar melhor do que era antes, nunca pior. Na verdade, a toxina paralisa as rugas dinâmicas, isto significa que previne o aparecimento de novas marcas da idade e àquelas que já existem “estacionam” em seu crescimento, isso por que a toxina botulínica retarda o tempo que esses sinais de expressão levariam para se tornar uma ruga estática, que é bem mais difícil de tratar.

6 – Dores, inchaços, hematomas, algum destes sintomas é recorrente?

A toxina é injetada por agulha hipodérmica, bem fina, portanto, é muito provável que cause efeitos secundários muito suaves na área tratada. Hematomas são efeitos colaterais comumente relatados, vermelhidão e leve inchaço também, mas em ambos os casos, essas reações desaparecem já nas primeiras horas.

O surgimento de hematomas é muito recorrente em pacientes que fazem uso de aspirina ou medicamento similar. Neste caso, é importante e recomendável notificar o médico sobre o uso destas medicações antes da realização do procedimento.

Aplicações de gelo, antes e após a injeção, pode ajudar a aliviar estes efeitos.

7 – Tomar sol após a aplicação mancha a pele?

É aconselhável evitar o banho de sol por pelo menos 10 dias, se a exposição ao sol for inevitável, o paciente deve consultar o dermatologista e utilizar um bom protetor solar. Manchar a pele é uma reação muito rara, caso aconteça, existem cremes que fazem as manchas desaparecer sem perder o resultado esperado pela aplicação do botox.

8 – Quais as contra-indicações?

As aplicações de Botox são contra-indicadas durante a gravidez, amamentação ou em pessoas com doenças autoimunes (em que anticorpos atacam células sadias do corpo), doenças neurológicas e que afetam os músculos; alérgicos à proteína do ovo e que estejam fazendo uso de medicamentos com aminoglicosídeo.

9 – O efeito é permanente?

Não, o efeito começa a diminuir com, em média, 3 a 4 meses após a aplicação. Após aproximadamente 6 meses a aplicação deve ser repetida.

10 – Quais cuidados que devem ser tomados após a aplicação?

Após aplicar a toxina, o paciente deve evite deitar por 4 horas, para permitir a adequada distribuição do produto na pele; evitar massagens e limpezas de pele por 24 horas; evitar o uso de cosméticos e produtos para a pele por 24 horas e maquiagem leve é permitida após 6 horas; exercícios físicos no dia da aplicação de botox não devem ser realizados, aliás, é aconselhável esperar, pelo menos, dois dias para voltar as atividades físicas normalmente, os movimentos bruscos podem provocar a migração da toxina para músculos onde o relaxamento não é desejado, podendo desencadear uma reação adversa, como por exemplo, ptose palpebral (queda de sobrancelha).

Viagens aéreas imediatamente após a aplicação também pode provocar a migração da toxina para áreas não desejadas, por que nos voos há alteração de pressão-ambiente.

Sensações como dores de cabeça ou dores locais também podem ocorrer após a aplicação. Isto é comum, é resultado da tensão ocorrida durante a realização do procedimento. Estes sintomas devem desaparecer em no máximo 24 horas.

0 Flares Facebook 0 Email -- 0 Flares ×

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *